12
Jeu, Déc

Ao entardecer do sábado, 17 de agosto, vigília da Solenidade da Assunção de Nossa Senhora, os Paulinos do Brasil celebraram, com gratidão e alegria, a primeira profissão religiosa de Rodrigo Moura de Oliveira. Rodrigo emitiu os votos de pobreza, castidade, obediência e fidelidade ao Romano Pontífice nas mãos do Superior Provincial, Padre Claudiano Avelino dos Santos.

A celebração eucarística, realizada na Paróquia Santo Inácio de Loiola (dos Padres e Irmãos Paulinos, em São Paulo-SP), contou com a presença da Família Paulina, familiares e amigos de Rodrigo. A assembleia vivenciou intensamente o rito de consagração a Deus do jovem Paulino. Não faltaram momentos de emoção!

Em sua homilia, o Superior Provincial destacou que, “a exemplo de Maria, Rodrigo passar a ser todo de Deus. No entanto, ser totalmente de Deus não significa estar longes das pessoas. Ao contrário, a consagração religiosa paulina impulsiona sempre a ir ao encontro de todos os que necessitam e esperam a Palavra de Deus”. Durante a reflexão, foram citadas muitas palavras do Bem-aventurado Tiago Alberione, fundador da Família Paulina, sobre a consagração religiosa e a formação. Recordando o Papa Francisco, Padre Claudiano frisou a importância da fé para o apostolado dos Paulinos e para a Igreja: “sem a fé, podemos nos tornar uma ONG entre tantas que já existem”, reforçou.

No final da celebração, foi lida a mensagem enviada pelo Superior Geral dos Paulinos, Padre Valdir José de Castro. Além da grande alegria da primeira profissão religiosa e da Solenidade da Assunção de Maria, Padre Valdir recordou o Ano Vocacional da Família Paulina (2019-2020) e o dia da Vida Religiosa Consagrada (No Brasil, por ocasião do mês vocacional). O Superior Geral agradeceu a Deus o dom da vocação de Rodrigo, cumprimentou seus familiares e os confrades da Província do Brasil e desejou que o neoprofesso seja um verdadeiro Paulino, atento às necessidades das pessoas de nosso tempo, evangelizando com audácia e alegria na cultura da comunicação.

Em seus agradecimentos, Rodrigo recordou todas as pessoas que ajudaram em sua caminhada vocacional: família, párocos, formadores, irmãos de Congregação e amigos. Agradeceu a inesquecível etapa do noviciado vivida na Itália, nas raízes carismáticas da Família Paulina. Finalizou citando o Bem-aventurando Tiago Alberione: “Entra-se no noviciado como bons cristãos para sair religiosos. Uma verdadeira transformação de mente, coração, hábitos, vontade. Muda-se o estado. É o ano mais importante da vida”.

Terminada a celebração, toda a assembleia seguiu para a FAPCOM (Faculdade Paulus de Comunicação), onde ocorreu descontraída e alegre confraternização. Rodrigo exercerá seu apostolado como Paulino na área de produção gráfica da Editora Paulus.

Où sommes-nous