22
Dom, Set

Portogallo

Notizie

Na primeira semana do mês de maio, de 2 a 9, a Família Paulista portuguesa (Paulistas, Filhas de São Paulo, Pias Discípulas e Anunciatina) realizou os exercícios espirituais acompanhados por Dom José Manuel Cordeiro, bispo diocesano de Bragança-Miranda e atual presidente da Comissão de Liturgia e Espiritualidade da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP).

Os 18 participantes, segundo grupo de religiosos a fazer o retiro anual, reunidos no Centro Diocesano de Espiritualidade, do Patriarcado de Lisboa, no Turcifal, puderam vivenciar momentos ricos de meditação, oração comum, adoração eucarística e Eucaristia. O prelado durante as suas meditações trabalhou diversos temas, mas centrou-se, principalmente, na primeira Carta de Pedro. Depois, abordou temas no Evangelho de Lucas e também a relação entre Eucaristia e a Vida Religiosa bem como os votos evangélicos.

No encerramento do retiro, dia 9, os membros da Família Paulista presentes agradeceram ao bispo pregador, que entusiasmado disse que «a missão da Família Paulista é belíssima e importante para a Igreja em Portugal». O senhor bispo deu a cada participante um exemplar de seu livro: O grão de amendoeira. A obra foi escrita por ocasião de um retiro pregado a uma comunidade religiosa de monjas.

Ao senhor bispo, Dom José Cordeiro, e aos membros da Família Paulista, desejamos os mais abundantes frutos desta experiência de imersão na Palavra de Deus e na Eucaristia.

No dia da memória litúrgica do nosso fundador, o Beato Tiago Alberione, celebramos 75 anos de presença paulista em Portugal. A eucaristia comemorativa foi presidida pelo Cardeal Patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, que, na homilia, disse estarmos a celebrar «mais que uma efeméride». «Estamos a celebrar 75 anos de vidas» que se dedicam a um projeto.

Um projeto, uma missão, que representam «uma realidade infinita muito maior que qualquer um de nós poderia imaginar». Por isso, o Cardeal Patriarca deixa o desafio de que este carisma paulista possa «alargar estes horizontes que são os nossos e os do Evangelho».
 
D. Manuel Clemente elogiou o carisma do Beato Tiago Alberione, e afirmou que um carisma não é apenas ter jeito para alguma coisa. «Quando a Igreja reconhece um carisma, reconhece que numa pessoa ou circunstância essa graça se concretizou num serviço que faz crescer a Igreja e cumpre com a função de evangelizar».
 
No final da eucaristia, e em conversa com a Família Cristã, reafirmou a «vantagem» que é contar com o carisma paulista na Igreja. «É uma grande vantagem porque o carisma é esse, o de atualizar, no que diz respeito aos meios de comunicação, essa colaboração que é transportada por um carisma que tem provas dadas e que faz com que a evangelização se encontre nestas novas figuras que são hoje tão atuais e necessárias», afirmou.
 
Sobre o futuro, D. Manuel Clemente desejou que os paulistas continuem «na mesma senda de atualização, de presença e sem receio». «Quando um carisma é reconhecido e é forte, há-de encontrar os meios para ir para a frente. Um carisma não é apenas uma intenção nossa, vem de outra fonte e essa está garantida», concluiu.

Presentes na festa estiveram também os conselheiros gerais, em visita canónica, Pe. Salud Paredes e Ir. Luigi Bofelli, para além dos membros da Família Paulista, muitos amigos da Sociedade São Paulo, e outros que, não podendo estar presentes, não quiseram deixar de se associar. Por isso, o Pe. Devasia, delegado dos paulistas em Portugal, tomou a palavra no final para ler a mensagem que o Superior Geral, Pe. Valdir José de Castro enviou, agradecer a presença de todos e congratular-se pelos 75 anos da congregação em Portugal, uma história que começou com o Pe. Benedito Boano Xavier, que, no dia 18 de Outubro de 1943, chegou a Lisboa com o encargo de implantar em Portugal a Sociedade de São Paulo, e que dura até aos dias de hoje.
 
 

I confratelli della Regione Portogallo-Angola si sono ritrovati insieme a Lisbona dall’11 al 15 Aprile, per l'incontro annuale di formazione permanente. Quest’anno l’incontro è stato guidato dal Consigliere generale, fratel Darlei Zanon. Negli ultimi anni la Regione si è impegnata a riprendere per la formazione continua i temi trattati nei nostri Seminari Internazionali. In questo senso, nell'anno 2017 la riflessione si è concentrata sugli Atti del Seminario Internazionale degli Editori Paolini, che si è tenuto ad Ariccia dal 17 settembre al 2 Ottobre del 1988.

Questi giorni di formazione permanente sono stati una opportunità per ricordare il prezioso contenuto del primo Seminario degli Editori, per riflettere sull’identità e la missione del Paolino Editore e per valutare il cammino fatto dalla Congregazione negli ultimi decenni, in vista di una migliore preparazione al II Seminario Internazionale degli Editore Paolini, che si svolgerà ad Ariccia nel prossimo mese di ottobre.

Em preparação para a Páscoa, os membros da Região Portugal-Angola tiveram dois dias de encontro, respetivamente de retiro e formação permanente, em 26 e 27 de Março de 2018. No primeiro dia, o superior delegado, Pe. Devasia, orientou o retiro, no qual se referiu à história fundacional da nossa Congregação. No segundo dia, na parte da manhã, tivemos uma conferência sobre o 2º Seminário Internacional de Editores Paulistas, que decorreu nos dias 16 a 21 de Outubro de 2017 em Ariccia. De forma intercalada, o Pe. José Carlos e o Pe. José André, que estiveram presentes nesse encontro, procuraram transmitir o conteúdo desse seminário, falando da sociedade actual, caraterizada como era digital, que em nossos dias contribui para uma sociedade em continua transformação. Da parte da tarde, o Pe. Francisco Rebelo partilhou os temas e a dinâmica do Inter-capítulo que decorreu em Aparecida ­ Brasil, no passado mês de fevereiro.

De 13 a 16 de março de 2017, realiza-se, na comunidade da Apelação, a 16.ª Assembleia da Região, a primeira sob a nova denominação que inclui Angola. 

O tema proposto para a Assembleia Regional, que contará com a presença de todos os membros da Região e do Superior geral, Pe. Valdir José De Castro, foi escolhido da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios: «Ai de mim se não evangelizar.» (9,16)

Na convocação aos membros, o Pe. Manoel Quinta colocou toda a Região «sob a proteção de María Santíssima, mãe de Deus e nossa mãe – primeira evangelizadora», recordando o centenário das aparições de Nossa Senhora, em Fátima. 

Confiamo-nos inteiramente à oração, sob a proteção de São Paulo, o olhar atento de Maria, Rainha dos Apóstolos, e a intercessão dos nossos beatos, Tiago Alberione e Timóteo Giaccardo.


Lettera del Superiore generale – Linee programmatiche 2017

Comunicado 01 • Comunicado 02 • Comunicado 03


 

Altri articoli...